segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Ponte para Terabítia

Título Original: Bridge to Terabithia
Tradução: Ana Maria machado
Cidade/editora: São Paulo/Moderna
Ano de Publicação: 2006
Páginas: 160
Submarino - SaraivaSkoob
Jess Aarons tem 10 anos, acaba de ingressa na 5ª série e o que mais deseja na vida é ser campeão de corrida da escola. Bem agora, quando tem todas as chances de ganhar, tinha que aparecer Leslie Burke, uma novata na vila - e, ainda por cima, menina! - para desafiá-lo e, pior que isso, ganhar dele?
Mas Jess não sabe que Leslie vai lhe propor desafios muito maiores que ganhar ou perder uma corrida. Pouco a Pouco, ele vai se afeiçoando a essa menina, tão diferente das outras de sua comunidade rural. Até que, juntos, os dois criam um reino mágico e solene, chamado Terabítia, onde governam soberanos, protegidos das ameaças e zombarias da vida cotidiana.
Nesse livro, Katherine Paterson narra um história de intensa amizade e coragem, que vai cativar o jovem leitor.

A história se passa em uma pequena vila rural, contando a história de um garoto chamado Jess que vive com seus pais e quatro irmãs, sendo as duas mais velhas mimadas, que nunca ajudam a mãe, o que irrita o menino, pois a maior parte do serviço sobra para ele, já que o pai trabalha fora. A irmã mais novinha era chorona, restando a maiorzinha das pequenas, May Belle, com quem tem uma boa relação. 
As aulas estavam para começar, e ele se encontrava muito empolgado porque havia passado as férias treinando para ganhar todas as corridas da escola, esporte que eles praticavam na hora do recreio. Até que uma manhã, ele conhece sua nova vizinha, Leslie.

"...era alguém sentado na cerca pero da velha casa do Perkins, com as pernas nuas e morenas balançando. A pessoas tinha um cabelo castanho meio arrepiado, cortado bem curtinho junto ao rosto e usava uma dessas camisetas azuis que parecem roupa de baixo, com um jeans muito desbotados, cortados logo acima dos joelhos. Sinceramente, não dava para saber se era menino ou menina."
No início ele se mostra bem resistente a amizade da menina, pois ela era totalmente diferente de todas as outras que ele conhecia. Seus pais eram escritores ricos que haviam deixado a cidade para morar no campo e ter outras experiências de vida. De acordo com a mãe de Jess, eles eram hippies. No primeiro dia de aula ele acaba convidando ela para correr, e então o esporte acaba, pois elas ganhava de todos os meninos.
Os dias passam e de alguma forma os dois vão se aproximando até se tornarem amigos. E então Jess passa a entender melhor a vida daquela garota tão diferente, com imaginação suficiente para criar um mundo só deles, mas não era um mundo qualquer, era um grandioso reino chamado Terabítia.

A história além de explorar a criatividade, imaginação, amizade, também trás temas como bullying, e como os maus tratos dos pais refletem no comportamento das crianças. Um livrinho tão pequeno, com um conteúdo tão rico e excelente!

Alguém já leu?
Me contem o que acharam!
Beijos

2 comentários:

  1. Olá,

    Nunca li esse livro, mas é uma história que sempre quis ler pois ter toda essa criatividade e imaginação.
    Ótima dica.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jessica,
      É um livro muito gostosinho de ler!
      Obrigada
      Beijos!

      Excluir

Pin It button on image hover