sábado, 19 de dezembro de 2015

Esconda-se (Lisa Gardner)

ISBN: 978-85-8163-310-7
Título Original: Hide
Tradução: Cássia Zanon
Cidade/editora: Ribeirão Preto/Novo Conceito Editora
Ano de Publicação: 2013
Páginas: 399
Links: Submarino - Saraiva - Skoob
Classificação

Uma mulher que foi obrigada a fugir – desde criança – de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo oligar, mas que a polícia nunca considerou.
Um antigo e desativo sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios.
Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram.
Um pingente que foi parar em mãos erradas – e a cena de um crime brutal: seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial Killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente.
Acompanhe D.D. Warren na solução de mais este complexo caso e surpreenda-se com o que está por trás de pessoas aparentemente comuns!

Anabelle era uma criança de sete anos de idade quando depois de voltar da escola encontrou seus pais com as malas prontas esperando- a na sala de sua casa. E essa cena tornou a se repetir muitas e muitas vezes. Não compreendia o que fazia de errado para precisarem fugir tanto, apenas quando chegava o momento, já sabia o próximo passo.
Anabelle era uma criança de sete anos de idade quando depois de voltar da escola encontrou seus pais com as malas prontas esperando- a na sala de sua casa. E essa cena tornou a se repetir muitas e muitas vezes. Não compreendia o que fazia de errado para precisarem fugir tanto, apenas quando chegava o momento, já sabia o próximo passo.
            Muitos anos depois, o hospital psiquiátrico de Mattapan surgia como a cena de um crime, que até mesmo para os detetives mais treinados era difícil não ter pesadelos. Seis meninas foram encontradas mumificadas dentro de um poço, o que lembrava um crime parecido que havia ocorrido quase trinta anos atrás, mas desta vez as garotas não tinham conseguido sair do escuro.
A detetive responsável pelo caso era a sargento D.D. Warren, que havia acabado de receber a nomeação, e seu assistente era o mais novo detetive policial do estado de Massachusetts, Bobby Dodge, apesar de ser do estado, ele havia uma ligação com o crime que tinha acontecido anteriormente, então foi chamado por D.D.
            Anabelle tem uma personalidade bem interessante, eu diria que ela possui mais habilidade do que coragem de verdade. Apesar de se mostrar durona e preparada para o acaso, mas isso se torna cada vez mais difícil, pois como vai estar preparada se não sabe o que deve temer? O livro deixa claro que na verdade nunca ninguém está preparado de verdade, pois o perigo sempre será uma surpresa.
            Uma das coisas que eu mais gostei na história, é que ele nos trás três personagens femininas com características muito marcantes, mas de maneira bem diferente. E sinceramente acredito que D.D. seja o tipo de mulher que você não deve provocar.
            O livro inicia com a protagonista Anabelle, em primeira pessoa, e depois intercala com as investigações dos detetives em terceira pessoa. O passado vai sendo narrado no presente, então o livro não tem flashback, a escrita é fácil de ler, apesar de o livro ser grandinho, não chegou a ser cansativo pelo fato da história ser bastante envolvente, do tipo que você começa e não quer mais parar.

Achei a diagramação boa, as letras têm um tamanho bom, os capítulos não são grandes e apesar de não aparecer muito nas fotos, a folha é mais amarelada, e eu amo folhas assim. Achei que a capa já passa o suspense presente na história e o nome é perfeito para o livro.

               Este foi o primeiro livro que li da autora, e achei incrível! Ela realmente pensou em todos os detalhes, e apesar de ao longo da história ser apresentado algumas dicas, o final em si é uma grande surpresa. Também devo elogiá-la pelo início do livro, achei fantástico.


“O mundo é um sistema. Você não precisa gostar do sistema, mas precisa compreendê-lo. Se conseguir compreender o sistema, vai sobreviver.”

6 comentários:

  1. Tu e essas resenhas maravilhosas sobre livros policiais, né? Olha, eu vou começar a ler esse gênero só por tua causa hahaha <3

    Abraço e boas férias,
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom saber disso! hahaha <3
      Abraço, boas férias para você também!

      Excluir
  2. Esses livros policiais são muito bons! E depois da sua resenha, vou ter que colocar esse na lista de leituras!
    Beijos!

    lesobrinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho Le! Isso, depois que ler me conta o que achou ;)
      Beijos

      Excluir
  3. Que ótima dica, ele parece prender do inicio ao fim, vou me arriscar ;)

    Beijinhos flor :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cris!
      Não vai se arrepender ;)
      Beijinhos<3

      Excluir

Pin It button on image hover