sábado, 4 de março de 2017

Cem gramas de centeio (Agatha Christie)

Título Original: A Pocket Full of Rye
Cidade/editora: Rio de Janeiro/Editora Nova Fronteira
Ano de Publicação: 1953
Páginas: 216
Submarino - Skoob
Classificação:
Era uma manhã normal no escritório do Mr. Rex Fortescue, as datilógrafas preparavam seus chás e a rotina continuava, até que Rex, depois de tomar seu chá preparado pela sua secretária particular, começou a ter espasmos e dizer algo relacionado ao chá, algumas horas depois, faleceu no hospital.

Automaticamente a suspeita recaiu em alguém do escritório que poderia ter envenenado o chá, porém o médico-legista descobriu a causa da morte e não fora por veneno comum, mas sim por taxina, que era encontrada em teixos e que possuía um efeito prolongado, e para deixar tudo ainda mais interessante, foi encontrado no paletó do morto, cem gramas de centeio, e como se não bastasse, a casa dele chamava Chalé do Teixo.

O chalé, na verdade era uma mansão onde morava o Mr. Rex e sua esposa Adele, que era trinta anos mais nova do que ele e obviamente era a suspeita número um, pois havia especulações sobre uma possível traição com um amigo com que sempre saia para jogar golfe. Também tinha filha do Ms. Rex, a única que mostrou algum sentimento de luto pela morte do pai, apesar de a tragédia lhe garantir alguns benefícios. Percival, sócio da empresa do pai, um homem calculista e econômico, tudo o que importava para ele era a empresa, que na verdade não ia nada bem, pois o velho ultimamente havia andado meio extravagante, investindo onde não devia, e testemunhas diziam tê-lo visto brigando com o filho, que tentou fazer o pai “voltasse ao normal”. Também morava a esposa do Percival, uma mulher da classe mais baixa, o que desagradava o sogro, e que estava sempre tentando preencher o vazio fazendo compras e escrevendo cartas. E ainda tinha a ex-cunhada de Rex, que veio morar na casa quando sua irmã ainda era viva, e continuava ali. Todos a achavam uma estranha e maluca.
Também tinha os empregados, que não poderia ser um quadro melhor, o mordomo bêbado e sua mulher que era a cozinheira, uma mulher nervosa e durona. Ellen, quem arrumava a mansão e não se mostrou nem um pouco abalada com a morte do patrão, ao contrário de Gladys, uma moça não muito inteligente, que ficou toda assustada, o jardineiro e a governanta, Miss Dove, que apesar de ser bem jovem e não parecer se encaixar em sua profissão, conseguia lidar muito bem com os empregados, assim como estava lidando com toda a tragédia.

Rex também tinha outro filho, Lancelot, casado com uma mulher famosa, ele morava em um país da África, pois havia sido expulso de casa quando mais jovem por ter cometido algum fraude, era considerado a ovelha negra da família, e o mais estranho é que seis meses antes da morte do pai, este o havia procurado para refazer a relação e até mesmo convidado para voltar para a empresa, claro que tudo isso estava sendo organizado sem Percival ter o conhecimento, pois não gostava do irmão.

As investigações estava a toda, e seguia para um único caminho, até que a própria suspeita foi também envenenada, mudando toda a situação com dupla tragédia. O inspetor Neele estava confuso e quando Miss Marple entra na história, ele aparenta ficar agradecido. E é claro que a partir daí surgem muitas outras coisas.

A edição que eu li, ganhei de uma amiga, é bem velhinha (como se eu me importasse). O livro não é tão longo, e é narrado em terceira pessoa. Amo os personagens que Agatha criou e principalmente a Jane Marple, a história é muito boa (sou suspeita né?). A maneira que ela explora a história, e encaixa os acontecimentos é incrível! Apesar de ser um livro fácil de ler, se quiser tentar adivinhar o culpado (que eu nunca consigo) precisa estar atento aos principais detalhes, porque, sim, ela dá “dicas”, mais são bem e bem sutis (daquelas que você só percebe depois que leu o livro todo hahaha).

Por coincidência eu li dois livros em seguida que tinha a palavra “centeio” na capa, este e "O apanhador no campo de centeio", interessante não?

O que acharam? Gostaram?
Até logo!

2 comentários:

  1. Que inveja! Queria eu ganhar edições antigas de livros da Agatha hahah
    Acredita que eu ainda só li um livro dela? Eu comprei vários (por tua causa, hihi), mas só consegui ler um e, mesmo tendo adorado, sempre acabo colocando outro na frente na hora de começar uma leitura nova :/

    Beijos,
    literarizandomomentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha eu tenho pouquinhos livros dela, mas gostaria de ter a coleção toda! (antiga tbm)
      Eu vi que você leu! Fiquei super feliz :) Mas vai lendo aos poucos, são livros gostosos de ir intercalando com outras leituras!
      Beijos

      Excluir

Pin It button on image hover