quarta-feira, 25 de novembro de 2015

As Meninas (Lygia Fagundes Telles)


Cidade/editora: Rio de Janeiro: Novas Fronteira
Ano de Publicação: 1985
Páginas: 262
Links: Submarino - Saraiva
Classificação

O livro é um clássico do ano 1973 e se passa em um pensionato de freiras em São Paulo durante o período da ditadura militar no Brasil, contando a história de três meninas.
Têm três personagens principais, Lorena Vaz Leme, delicada e fascinada por limpeza, o apoio do grupo, sempre ajudando as amigas, principalmente quando envolve dinheiro. Estudante de direito, e inteligentíssima. Mas apesar de parecer uma menina perfeita, ela sofre com muitas coisas, que envolve o passado, a mãe e também o amor não correspondido.


Lia de Melo Schultz, estudante de Ciências Sociais, uma menina revolucionária, que luta pelos direitos dos povos, se envolvendo contra a ditadura. Gosta muito de Lorena, mas se irrita com sua obsessão pela limpeza. Sempre que está nervosa ou preocupada procura um pedacinho de unha que sobrou para poder roer.


Ana Clara Conceição, ah, está de todas é a mais complicada! As amigas chamam-na de Ana Turva. Teve momentos que era bem complicado acompanhar seus pensamentos e memórias. É uma garota muito bonita, trancou a faculdade de psicologia, cheia de problemas desde a infância, Lorena e a madre Alix são as que têm mais paciência com ela, vive no mundo da fantasia e promessas de que irá mudar.


A narrativa do livro é em primeira pessoa e se intercala com as três personagens, e toda vez que mudava eu ficava perdida e não sabia qual personagem era naquela parte. Achei a escrita do livro bem diferente, não somente as palavras usadas, mas a maneira como foi escrito, lógico que também é por causa do período que foi publicado, então quem está acostumada com livros mais leves e diretos, pode ter um pouco de dificuldade para lê-lo, pois são contados os pensamentos das personagens, e muita das vezes fica bem difícil de acompanhar, principalmente, como já falei lá em cima, os da Ana Clara, que nem sempre faz sentido.


Demorei um pouco para ler e entender a história, mas achei boa e recomendo. É passado a realidade com todos os seus problemas, e achei muito interessante, pois nem sempre tudo é o que parece ser. Agora sobre o final... bom, eu gostei sim do livro, mas não gostei do final. Para mim, está sem final. Queria tanto saber mais sobre o que aconteceu e sobre aquelas garotas, tanto que depois que terminei, voltei no começo de novo e consegui entender melhor algumas partes, mas não cheguei ler o livro inteiro novamente, apesar de ter ficado com vontade.
Alguém já leu este livro? Ficou com vontade de ler?
Escreva nos comentários o que achou.
Beijinhos

2 comentários:

  1. É muito difícil lidar com finais que não parecem finais, não é mesmo? Eu, as vezes, os adoro, o que faz eu ter mais certeza que o problema não é com o final, mas com a forma que o começo e o meio foram escritas, rs. Gostei da resenha! =)

    Abraço,
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil mesmo, mas como você disse se o começo e o meio do livro foram bons, eu irei amá-los do mesmo jeito! hahaha
      Que bom que você gostou!! :)
      Abraço!

      Excluir

Pin It button on image hover