terça-feira, 27 de outubro de 2015

Sangue Inocente (P.D.James)


Título Original: Innocent Blood
Tradução: Livraria Francisco Alves Editora
Editora/Cidade: Jaguaribe Gráfica e Editora Ltda/Rio de Janeiro
Ano de publicação: 1980
Páginas: 372
Nota: 4/5

Quando Philippa Palfrey, adotada ainda criança e acreditando ser a filha bastarda de um pai aristocrata, atinge seus 18 anos, resolve exercer os direitos legais de acordo com o Estatuto da Criança e solicita sua certidão de nascimento original, através da qual toma conhecimento da sua verdadeira origem: é filha de um estuprador e de uma assassina condenada à prisão perpétua. 
Nessa mesma época, sua mãe, por comportamento exemplar, está prestes a receber liberdade condicional.
Movida por sentimento filial, Philippa decide convidar a mãe para morar com ela e assim penetra num mundo hostil e estranho ao assumir essa filiação, mundo esse que se tornará terrivelmente perigoso e aterrorizante. Muito mais do que poderia esperar.
Isso porque há mais alguém interessado na liberdade de sua mãe - o pai da criança estrupada e assassinada, que dedicou sua vida a caçá - la para destruí - la e cobrar - lhe a morte da filha.

Quando Philippa Palfrey completa seus dezoito anos de idade, vai atrás de seu direito de exigir sua verdadeira identidade.Seus pais adotivos nada sabiam de sua intenção e quando ela descobre que enganaram ela por dez anos, inventando histórias que acreditava ser verdadeiras, ela se revolta, pois já não sabia mais quem era.
Decidida ter contato com a mãe, presa por matar uma criança que o marido, já morto, havia estuprado, ela vai visita - la na prisão e se surpreende.

"Tinha sido estupida da sua parte esperar uma mulher muito velha. E, a princípio ela parecera tão comum. (...) As imagens grotescas de há poucos minutos fugiram como uma legião de demônios diante da cruz. Era como ver - se a si mesma". (P. 91)

Sua mãe está próxima de pegar a condicional, então ela decide deixar sua família adotiva, que pertencia a elite, e alugar um apartamento em Londres para dividir com a mãe por uns dois meses, até a sua ida para Cambridge.

Tudo parecia simples, porém percebeu que apesar da sua boa educação e inteligência, tinha muito o que aprender no mundo que havia pertencido, mas não fora criada nele. Seus dias com sua mãe foram muitos bons. Não tocavam no passado e estava totalmente alheias ao fato de estarem sendo seguidas e acompanhadas por alguém que a vida toda correu em busca da vingança.

Scase, o pai da menina estrupada e assassinada, havia planejado com a esposa o dia em que se vingariam. A esposa acabou falecendo e sobrou para ele terminar a missão. Mostrando - se muitas vezes como um homem fraco, mas com uma boa inteligência para traçar planos, ele não medirá esforços para cumprir a promessa.

O livro é dividido em três partes e a narrativa se revesa em torno do ponto de vista dos personagens principais. Prevalecendo a Philippha e Scase. A história toda é muito bem montada e a leitura é um pouco mais difícil, mas nem tanto. A descrição das cenas é muito bem elaborada, a riqueza dos detalhes permitem que imaginemos com perfeição. E é o que necessita de mais atenção.

Todos os personagens possuem uma história muito interessante, e ao longo do livro pude experimentar diferentes emoções por eles. A única coisa que não me deixou das nota 5,  foi que na minha opinião eu achei que demorou muito para ir acontecendo os fatos. 

"O pecado maior fora a falta de amor: o amor que é perfeito, afasta o temor."

2 comentários:

  1. Que tema tenso, hein? Acho que, se eu lesse este livro, iria ficar com uma ressaca literária depois, rs. Mas gostei da resenha e me interessei pela história =)

    Beijos,
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é verdade.. algumas partes são bem fortes rs, mas que bom que você gostou!
      Beijos ;)

      Excluir

Pin It button on image hover